quinta-feira, 6 de abril de 2017

RIO XINGU, MATO GROSSO E PARÁ - Um rio místico, sinuoso, caudaloso, ictiofauna riquíssima, com várias cachoeiras e incríveis praias de água doce




CONHEÇA O "RIO XINGU", MATO GROSSO E PARÁ, BRASIL
Entre todos os rios do Brasil, o Xingu pode ser considerado o de maior apelo místico. Suas margens são povoadas há séculos por diversas etnias indígenas, que vivem ao longo de seus quase 2 mil quilômetros de extensão.
Ele já testemunhou – e continua – todo o processo histórico de ocupação dessas terras.
É preciso conhecer a parte central do Parque Indígena Xingu, praticamente inviolada, para tentar compreender como era a vida dos primeiros brasileiros e, sobretudo, pescar nas águas que ainda abrigam peixes com a mesma quantidade e tamanho de 500 anos atrás.
A ictiofauna do local é riquíssima em espécies, e apresenta vários casos de endemismo (espécies restritas a uma só área). Trabalhos científicos recentes revelaram a ocorrência de cerca de cem espécies de peixe nas corredeiras localizadas na área de Altamira, no Pará.
Conheça a Região Turística do Xingu, um verdadeiro paraíso amazônico.
Com cenários intocados pelo homem, rios sinuosos e selva fechada, o Polo Xingu oferece um excelente ambiente para aqueles que gostam de se aventurar e querem um contato maior com a natureza. O Polo leva o nome do rio Xingu, que nasce no leste do estado do Mato Grosso e corta o Pará no sentido sul/norte até desaguar no Amazonas.
O rio Xingu nasce em Mato Grosso, ao norte da região do planalto Central, na união entre as serras do Roncador e Formosa, aos 600m de altitude. 
A região de sua nascente está no Parque Indígena de Xingu. Ao sair do parque entra na Área Indígena Jarina.
O rio cruza a fronteira com o estado do Pará, onde corre quase unicamente pelo município de Altamira (que com 159.696 km², é o maior município do mundo). O curso do rio dentro do território Kapayó é muito acidentado, com as cachoeiras Ananá e a corredeira Porto Seguro.
Ao sair da área indígena segue o curso caudaloso, com as cachoeiras de Mucura e Gorgulho do Santo Antônio, antes de chegar à primeira localidade de importância nas margens do rio, São Felix do Xingú, onde recebe pela direita outro de seus principais afluentes, o rio Fresco (560 km).
foto - Armandina Morbeck
Continua descendo por uma região pouco habitada, tornando-se cada vez mais largo, em um curso com muitas ilhas, bancos de areia e cachoeiras.
ALTAMIRA
Altamira, o maior municípios do mundo em extensão territorial, está localizado ás margens do Rio Xingu, o que proporciona a chamada "Volta Grande do Xingu", trecho sinuoso e cheio de cachoeiras onde no seu final, será construída a Hidrelétrica de Belo Monte.
O luau é uma prática comum nas praias da região. Centenas de banhistas fretam barco até uma das dezenas praias e balneários, onde passam a noite conversando, fazendo churrasco, cantando e curtindo o luar.
O município concentra também as maiores reservas indígenas do estado, além de florestas nacionais (Flonas) e outras áreas de proteção e conservação ambiental, com cachoeiras, corredeiras e lagos de águas claras.
Distante 8 km da cidade, pela via rodoviária, o Balneário do Pedral é o mais famoso e frequentado de Altamira. Uma boa opção para os finais de semana, com vários quiosques oferecendo comidas típicas e peixe fresco para um almoço delicioso, ao som de música ao vivo de grupos locais.
o Balneário do Jôa um ótimo local para refrescar o calor com várias quedas d’água do rio Xingu.
A praia do Pajé é uma das que mais chamam atenção dos turistas pelo clima ameno proporcionado pela quantidade de arvores em toda a sua extensão. Existe também um igarapé que deságua na lateral desta praia.
Praia do Besouro eh uma praia com área de camping. Seu acesso é somente fluvial em cerca de 15 a 30 minutos de travessia.
A Praia do Sossego possui vegetação variada, com coqueiros e açaizeiros. O acesso via fluvial leva de 10 a 20 minutos.
O Balneário Recanto Cardoso está localizado à 10 km da sede de Altamira, este balneário oferece excelente infra-estrutura de acomodação como apartamentos para hospedagem, bar e restaurante, lago propicio para prática de esportes náuticos, quiosques com churrasqueiras e até salão para eventos. 
O balneário apresenta ainda uma fauna e flora tipicamente amazônica com araras e iguanas que circulam livremente pelo local.
Se você estiver à procura de um local bonito, desestressante, em contato com a natureza, venha para o rio Xingu no Pará. São inúmeras praias para você voltar a sentir parte da natureza. Você verá que valeu a pena
Aqui o Rio Xingu, no entardecer, onde o azul das águas se mistura com o azulado do céu e floresta

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE



Fonte / Fotos =  Wikipédia / turismo paraense / Thymonthy Becker / 

Nenhum comentário:

Postar um comentário